16 de abr de 2008

Cap 36: Levando a vida com bom humor (Igor)

_Por que você contou para Cris sobre Rui e Michele? _ perguntei a minha irmã, no café da manhã. Servi-me de suco.

_Hum... _ ela terminou de mastigar o pão. _ Achei que ela deveria saber que você foi um cara legal.

_Ela não tinha essa opinião?

_Eu quis reforçar. _ piscou o olho. _ Tenho que ir. _ pegou a mochila e se mandou antes que lhe perguntasse mais alguma coisa.

_A sua escritora vem hoje? _ perguntou Karen, chegando com sua agenda.

_A Cris... _ consertei. _ ...vem hoje sim.

_Já sei que não terá a manhã livre... _ resmungou.

_Falando nela... _ sorri e vi Cris entrar pela porta da sala.

Karen levantou e empurrou a cadeira com força. Cris olhou-a estranhando sua reação brusca e depois voltou a sorrir para mim.

_Tomando suco? Pensei que precisasse de uma xícara dupla de café preto.

_Hei, eu não bebi tanto assim!_ ri. _ Apesar disso aqui ter ficado uma loucura ontem...

_Ah! Eu pude ver... _ falou pejorativamente.

_Você não quis ficar... _observei.

_Não era meu trabalho.

_Você é muito durona. _ levantei-me e caminhei para sala.

_Prefiro que me chame de profissional. _ riu.

_Então, hoje é a sua vez. _ joguei-me nas almofadas. Aquelas nossas conversas eram as melhores sessões de terapia que eu podia querer.

_Minha nada, já falei demais. Vamos continuar com... _ abriu seu caderno.

_Por favor. Conte sobre você.

_Tudo bem. _ sorriu e desligou o gravador. _ O que quer saber?

_Fale também de algum relacionamento seu.

_Cruzes, você vai dormir. _ revirou os olhos.

_O meu não deu certo e os seus?

_Também não, a diferença é que eles não eram grandes astros pops. _levantou as sobrancelhas. _ Mas... _ riu. _... Estou lembrando aqui de um.

_Conta.

_Nãooo.

_Já começou!

_Estou lembrando de um carinha que conheci na redação onde trabalhei. Estava super interessada nele. Parecia o cara perfeito. Só que cara perfeito com 35 anos solteiro é suspeito.

_Suspeito de quê?

_Se ele tem essa idade e não foi fisgado por ninguém é preocupante. Mas, eu deveria ter nascido cientista, sempre querendo subverter todas as teses pré-existentes. Foi aí que eu fiz de tudo para chamar a atenção. Comecei fazendo uma escova no cabelo. Interessante que homem não dá a mínima para o cabelo... da sua cabeça. Mas, você pensa que fazer uma escova vai te tornar a Angeline Jolie. Entra naquele salão que custa metade do seu salário e vê que seu cabelo até cresce. Eles puxam tanto os fios do couro cabeludo que não tem como cair depois, os pobres ficam presos pela ponta! Depois, chega em casa e coloca um perfume muito forte para marcar presença, que deixa um gosto horrível na boca do cara, quando ele te beija. Põe um creme que é pior ainda, vai fazer o pobre espumar feito um Pastor Alemão raivento. Então, pô, você quer que ele chegue junto ou cuspa? Não adianta interromper o processo. Um gloss para dar um brilho labial. Na sua boca e na dele, porque gloss é uma coisa que se usa junto. Mesmo que ele se sinta um bebê babão que está perdendo os dentes.

Eu entro no Motel e vejo aquela banheira de hidromassagem enorme. Ele esfrega as mãos e parece que é a primeira vez que está indo a um parque aquático. De repente, me sinto desesperada. Toda mulher que faz escova deveria escolher a opção de quarto Standart, sem banheira. Depois de 60 reais você tem que não parecer com frescura e molhar o cabelo ou parte dele. Aí, você passa do liso paquita ao black power em poucos minutos!

Só que não valeu a pena...

_Por quê?

_Porque, no fim, ele perguntou se eu queria subir de cargo, ou seja, ele pensou que eu era uma interesseira.

_Que idiota.

_Tivesse falado antes, eu não teria fingido o orgasmo.

Ri e ela também.

_Você tira sarro de si mesma.

_Se a pessoa levar a vida muito a sério, ela acaba deixando a ansiedade matar as células do corpo e envelhecemos mais rápido. Está comprovado!

_É mais difícil fazer as pessoas chorarem que rirem. Pelo menos é assim para nós atores.

_Você já fez as duas coisas comigo. Acho que é um bom ator, então.

_Eu não atuo com você.

Cris ligou imediatamente o gravador. Bastava um descuido meu e ela voltava ao bendito profissionalismo.

Bastidores= Acho que Igor está como no conto das Mil e uma Noites... sendo fisgado pelo bom papo de Cris. Mas, e ela? Vamos ver no capítulo de amanhã.

5 comentários:

Quel disse...

LI!!!
Estou adorando como sempre!!!
Essa historia vai longe ainda ein?!
Beijosss

Aninha Barreto disse...

aiai...*suspiros*!!! faz logo eles se beijarem e colocarem a idiota da Karen pra correr... por que que toda Karen que eu encontro tem que ser chata ? *pelo menos num primeiro momento*

Anônimo disse...

Atire a primeira pedra a mulher que nunca fingiu!! rsrsrs

Laine disse...

A Cris tem que se fazer de dificil pra ele ficar cada vez mais louco por ela!!!
Beijo!!

Deisinha Rocha disse...

Nota:
aki aparece um namorado de 35
uma banheira
e uma mulher q tem hidrofobia por um trauma do passado...

será coisa da minha cabeça ou tem alguma ligação...

bem, bem, bem...
deixa eu continuar lendo pra poder alcançar td mnd...

Li, isso aki ta bom demais...
bjOo i tu...